Prevalence and Worsening of Anxiety Disorders in Health Professionals in the COVID -19 Pandemic

Autores

  • Rafael Martins Gomes Associação de Psiquiatria Cyro Martins. RS, Brasil.
  • Luísa de Souza Maurique Associação de Psiquiatria Cyro Martins. RS, Brasil.
  • Gabriele Winter Santana Associação de Psiquiatria Cyro Martins. RS, Brasil.
  • Lara Vasconcelos Normando Associação de Psiquiatria Cyro Martins. RS, Brasil.
  • Isabella Scalabrini Ferrari Associação de Psiquiatria Cyro Martins. RS, Brasil.
  • Francisco Wilker Mustafa Gomes Muniz Federal University of Pelotas, School of Dentistry, Department of Periodontics. RS, Brasil. https://orcid.org/0000-0002-3945-1752

Resumo

Abstract

The COVID-19 pandemic is a public health problem, which has serious consequences for health professionals, especially for those who work in direct care, such as nurses. The repercussions can be observed not only in physical health, but also in mental health, such as the emergence of mental disorders. Therefore, the present study aimed to reflect on the prevalence and worsening of anxiety disorders in health professionals in the context of the COVID-19 pandemic. To do so, a integrative review of the literature was performed, searching in the databases of PubMed, Medline and Lilacs, through DeCS/MeSH descriptors and application of inclusion and exclusion criteria. From the analysis and interpretation of the data, it was concluded that the prevalence of anxiety disorders increased during the pandemic, mainly among women, as they accumulate responsibilities in the workplace and in the domestic environment. Greater mental overload was observed among workers who performed activities in places unsuitable for dealing with the pandemic state. Significantly higher self-reported symptoms of anxiety and depression were observed among those professionals who reported concern about the pandemic. In addition, this problem was common among professionals who were on the front lines of the fight against COVID-19, that is, in direct contact with people with the virus, which caused fear of contamination and death.

Keywords: Health Personnel. Mental Health. Pandemics.

Resumo

A pandemia de COVID-19 é um problema de saúde pública que trouxe consequências graves para os profissionais de saúde, principalmente para aqueles que atuam no cuidado direto, como as enfermeiras. As repercussões podem ser observadas não somente na saúde física, mas também na saúde mental, como o surgimento de transtornos mentais. Diante disso, o presente estudo teve como objetivo refletir sobre a prevalência e agravamento de transtornos de ansiedade em profissionais de saúde no contexto da pandemia de COVID-19. Para isso, adotou-se como metodologia a revisão integrativa de literatura, realizando buscas nas bases de dados PubMed, Medline e Lilacs, a partir do uso de descritores DeCS/MeSH e aplicação de critérios de inclusão e exclusão. Após a análise e interpretação dos dados, concluiu-se que a prevalência de transtornos de ansiedade aumentou durante a pandemia, principalmente entre as mulheres, especialmente por essas acumularem tanto responsabilidades no ambiente de trabalho como no ambiente familiar. Maior sobrecarga mental foi observada naqueles trabalhadores que exercem atividades em locais inadequados para lidar com o estado pandêmico. Significativos maiores sintomas autorreportados de ansiedade e depressão foram observados naqueles profissionais que reportaram preocupação com a pandemia. Além disso, o referido problema foi comum entre os profissionais que estiveram na linha de frente do combate à COVID-19, isto é, no contato direto com pessoas com o vírus, o que causou medo de contaminação e da morte.

Palavras-chave: Saúde Mental. Pandemia. Pessoal de Saúde.

Referências

Brasil. Ministério da Educação. Coronavírus: monitoramento das instituições de ensino. Portal do Ministério da Educação. Brasília, DF, 2020. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/coronavirus/. Acesso em: 02 ago. 2022.

de Humerez DC, Ohl RIB, da Silva MCN. (2020). Saúde mental dos profissionais de enfermagem do Brasil no contexto da pandemia Covid-19: ação do Conselho Federal de Enfermagem. Cogitare Enferm 2020;25: e74115.

Moura IM, Rocha VHC, Bergamini GB, Samuelsson E, Joner C, Schneider LF, Menz PR. A terapia cognitiva comportamental no tratamento do transtorno de ansiedade generalizada: Revista científica da faculdade de educação e meio ambiente. Riquemes 2018; 9(1):12-7.

Guimarães AMV, da Silva Neto AC, Vilar ATS, da Costa Almeida BG, de Oliveira Fermoseli AF, De Albuquerque CMF. Transtornos de ansiedade: um estudo de prevalência sobre as fobias específicas e a importância da ajuda psicológica. Caderno de Graduação-Ciências Biológicas e da Saúde-UNIT-ALAGOAS 2015; 3(1):115-28.

Presoto CD, Cioffi SS, Dias TM, Loffredo LDCM, Campos JADB. Escala de ansiedade odontológica: reprodutibilidade das respostas dadas em entrevistas telefônicas e pessoais. Pesq Bras Odontoped Clin Integr 2011;11(2):205-10.

Mendes KDS, Silveira RCCP, Galvao CM. Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto contexto-enferm 2008; 17(4):758-64.

Souza MT, Silva MD, Carvalho R. Revisão integrativa: o que é e como fazer. Einstein 2010; 8(1):102-16.

Guilland R, Klokner SGM, Knapik J, Crocce-Carlotto PA, Ródio-Trevisan KR, Zimath SC, Cruz RM. Prevalência de sintomas de depressão e ansiedade em trabalhadores durante a pandemia da Covid-19. Trabalho, Educação e Saúde 2020; 20: e00186169.

Silva-Costa A, Griep RH, Rotenberg L. Percepção de risco de adoecimento por COVID-19 e depressão, ansiedade e estresse entre trabalhadores de unidades de saúde. Cadernos de Saúde Pública 2022; 38:e00198321.

Coelho MMF, Cavalcante VMV, Araújo MAM, Martins MC, Barbosa RGB, Barreto AS, Fernandes AFC. Anxiety symptoms and associated factors among health professionals during the COVID-19 pandemic. Cogitare Enferm 2022; 27: e79739.

Ribeiro CL, Maia ICVDL, Pereira LDP, Santos VDF, Brasil RFG, Santos JSD, et al. Ansiedade e depressão em profissionais de enfermagem de uma maternidade durante a pandemia de COVID-19. Escola Anna Nery 2022; 26(spe):e20220041.

Dantas ESO, Araújo Filho JD, Silva GWS, Silveira MYM, Dantas MNP, Meira KC. Fatores associados à preocupação em residentes multiprofissionais em saúde durante a pandemia por COVID-19. Rev Bras Enferm 2021; 74(Suppl 1):e20200961.

Santos KMR, Galvão MHR, Gomes SM, Souza TA, Medeiros AA, Barbosa IR. Depressão e ansiedade em profissionais de enfermagem durante a pandemia da COVID-19. Esc Anna Nery 2021; 25(spe):e20200370.

Publicado

2024-07-03

Como Citar

1.
Gomes RM, Maurique L de S, Santana GW, Normando LV, Ferrari IS, Muniz FWMG. Prevalence and Worsening of Anxiety Disorders in Health Professionals in the COVID -19 Pandemic. J. Health Sci. [Internet]. 3º de julho de 2024 [citado 13º de julho de 2024];26(2):90-4. Disponível em: https://journalhealthscience.pgsscogna.com.br/JHealthSci/article/view/12605

Edição

Seção

Artigos